20/06/2019: "Pippin" estreia dia 19 de julho em São Paulo

  Após uma ansiosa espera para os paulistas, o musical “Pippin” já tem data de estreia em São Paulo. O espetáculo assinado pela dupla Charles Möeller e Claudio Botelho inicia as apresentações no dia 19 de julho no Teatro FAAP tendo Totia Meireles e João Felipe Saldanha à frente do elenco nos papéis do MC e do personagem título da obra.
 Thiago Machado vive o invejoso meio irmão do protagonista, Lewis, enquanto Mariana Gallindo interpreta a pretensiosa rainha Fastrada, casada com o rei Carlos Magno, personagem que ganhará vida pela atuação de Fernando Patau. Completa o núcleo de nobres a personagem Berthe, avó de Pippin e mãe de Carlos Magno. Único personagem não anunciado até o momento para a temporada paulista. No Rio de Janeiro, o papel foi defendido por Nicette Bruno com entusiasmo.
  Fora do núcleo da realeza do espetáculo, a atriz Bel Lima será a responsável por interpretar Catarina, viúva e interesse amoroso de Pippin e mãe do pequeno Theo, que está nas mãos de dois novos talentos: Pedro Sousa e Pedro Bugarelli. Bel fez parte do ensemble do temporada de estreia no Rio de Janeiro e entrará em cartaz em outro espetáculo da Möeller Botelho em São Paulo: Cole Porter – Ele Nunca Disse Que Me Amava.
  O musical conta ainda com uma trupe de artistas, responsáveis por ajudar a contar a estória e executar as icônicas coreografias assinadas por Bob Fosse para o espetáculo. O ensemble é formado por Vanessa Costa, Sandro Conte, Renato Bellini, Giu Mallen, Gustavo Della e Andreza Medeiros.
  “Pippin” é uma das obras mais conhecidas de Stephen Schwartz ao lado de “Wicked” e “Godspell”. Usando vários recursos teatrais, como a “história dentro da história” e elementos da commedia dell’arte, conta  história do príncipe que busca um sentido para sua vida. Nesta jornada, ele passa por diversos momentos, altos e baixos, até descobrir na simplicidade o significado que tanto procurava.
 O musical estreou em 1972 na Broadway, se tornando um fenômeno, sendo remontada em 2013 e novamente impactando o público ao trazer elementos circenses com elaborados números acrobáticos e ilusionismo. No Brasil, a peça foi montada pela primeira vez em 1974, estabelecendo um marco: Marília Pêra e sua eventual substituta Suely Franco foram as primeiras atrizes até então a interpretar o personagem masculino Mestre de Cerimônia (Leading Player, na versão em inglês). No último revival da Broadway, a ideia foi mantida e Patina Miller viveu o papel, recebendo um prêmio Tony Award de melhor atriz em musical pela sua entrega no palco.
  Em 2018, o espetáculo estreou novamente no Brasil, mais precisamente no Teatro Clara Nunes, Rio de Janeiro.  O elenco contou com Felipe de Carolis como protagonista, Totia Meireles, Nicette Bruno, Jonas Bloch, Adriana Garambone, Cris Pompeo, Guilherme Logullo e Luis Felipe Mello.
Serviço: Pippin
Onde: Teatro Faap, 1, R. Alagoas, 903 – Higienópolis, São Paulo
Quando: Sextas, às 21h, sábados, às 17h e 21h e domingos às 15h e 19h

0 comentários: