TVNT: NaTelinha entrevista Totia Meireles

      Confira a entrevista na íntegra em vídeo clicando AQUI
    No ar como a vilã Wanda da novela "Salve Jorge", a atriz Totia Meirelles é a entrevistada da vez do jornalista Leo Dias, na TV NaTelinha.
     Na conversa, que nesta época de calor aconteceu de frente para uma praia do Leblon, no Rio, Totia falou sobre sua personagem no folhetim e vida pessoal.
     "É muito bom ser a ’mulher mais odiada do Brasil’. A personagem é mesmo pra ser odiada", comemorou a atriz.
    Questionada por Leo Dias sobre uma possível rivalidade com Cláudia Raia (Lívia), Totia negou e explicou: "Não é que odeiam mais a Wanda. Eu acho que a Wanda é quem põe a cara à tapa, faz o serviço sujo, mas quem comanda e pensa sai da cabecinha maléfica da Lívia". 
      Sobre a audiência nos primeiros meses de "Salve Jorge", a atriz acredita que as pessoas ficaram em ’luto’ de "Avenida Brasil". "Toda novela que acaba as pessoas ficam um pouquinho de ’luto’, natural. Até elas ficarem íntimas dos personagens, de saberem quem é quem, qual é a trama, demora... Até todo mundo engrenar. E a novela tem um assunto tão interessante, pertinente".
     Sobre sua personagem, ela ainda comentou: "Eu nunca tinha feito vilã. Eu estou achando muito engraçado, porque fazer maldade é muito bom".
    E falou sobre o carinho do público nas ruas: "As pessoas se aproximam de mim e falam ’seu trabalho está ótimo, mas eu estou te odiando, tenho uma raiva de você!’. Ai, que bom!".
   Totia Meireles também adiantou um dos próximos passos de Wanda.
      "A primeira grande vilania da Wanda é quando a Morena (Nanda Costa) e a Jéssica (Carolina Dieckmann) voltam para o Brasil levando drogas... A Jéssica começa a passar mal, é levada para o hotel. Mas depois a Wanda na maior cara de pau vai na casa da Lucimar (Dira Paes), almoça com a Lucimar, fica amiga dela de novo... Tudo pra ficar cercando a Morena. É muita cara de pau!", revelou.
    Sobre vida pessoal, Totia é casada há 21 anos, mas não mora junto com o marido, que inclusive vive em cidade diferente. Eles preferem assim, mas se falam todos os dias. 
    A atriz também optou por não ser mãe, e explica:
      "Há uma pressão da sociedade. Por um tempo da minha vida eu quis ser mãe, até fiz tratamento.... Quando não veio, me deu até um alívio de não estar grávida. Acho que a decisão mais difícil de uma mulher é de não ser mãe. Porque a gente é criada pra casar, ter filhos... Pra você tomar a decisão de não querer é muito difícil".

0 comentários: