Totia Meireles diz que mulher de meia-idade precisa ser informada.

As histórias narradas no livro Divã, de Martha Medeiros, sempre impressionaram e encantaram Totia Meirelles. Tanto que a atriz mal conseguiu se conter ao receber o convite do diretor José Alvarenga Jr. para interpretar a descolada Tânia, melhor amiga da protagonista Mercedes, de Lília Cabral, na série de tevê inspirada no romance. "Eu nem queria saber quem eu ia fazer, só pensava em estar dentro do projeto", exagerou. Segundo Totia, foi sua forma mais solta e menos empostada de atuar que motivou sua escalação. E é justamente a leveza a característica que mais tenta transmitir no vídeo. Principalmente em função da diversidade de assuntos tratados em cada episódio. "Acho que é uma experiência de vida mesmo. Não é só uma questão de amor. A gente fala de relação de mãe e filho, profissional, caridade, sobre tudo. Tem de ser de maneira espontânea", analisou. E Totia já sabe o que vai fazer depois que o programa sair do ar. Ela está escalada para Fina Estampa, folhetim que substituiráInsensato Coração a partir de agosto. E, mais uma vez, dividirá cenas com Lília Cabral, protagonista da história de Aguinaldo Silva. "Divã já serviu para aproximar a gente. Trabalhar com ela é uma experiência única", derreteu-se.
Em Divã, você interpreta uma dona de galeria de arte. Chegou a fazer algum laboratório específico para o papel?
Fui a uma galeria de arte na Gávea, no Rio de Janeiro, e conheci a dona. Era um lugar lindo, encantador. O que queria mesmo era entender como funcionam as coisas, como são escolhidas as peças que compõem as exposições, enfim, como é a vida de uma "marchande". E consegui ter uma ideia nesse contato. Acho que o grande barato da Tânia é que ela não tem problemas com relacionamentos, é bem atirada. E vive uma parceria grande com a Mercedes, o que me aproxima da Lília Cabral, atriz com quem eu sempre quis trabalhar. Esse papel é quase a realização de um sonho para mim.
Qual sonho?
Na verdade, além da vontade de atuar com a Lília, li o livro da Martha Medeiros, que inspirou a série. Na época, fiquei enlouquecida. Liguei para minha irmã e a obriguei, e a um monte de amigas também, a comprarem. Logo depois, a Lília montou a peça e eu fui à estreia, saindo de lá maravilhada. Vi o filme também, claro, e quando me ligaram para o seriado, nem acreditei. Fiquei tão feliz que disse que não precisava nem saber qual seria o papel. Queria mesmo era fazer parte disso.
Você já conhecia a Lília?
Isso é tão engraçado porque a gente nunca foi amiga. A gente até se encontrava na emissora, se falava, sabia que ela era a Lília e ela sabia que eu era a Totia. Mas depois que soube que ia fazer a Tânia, a gente se encontrou no shopping e foi tão louco! Nos falamos como se fôssemos amigas de infância! E o relacionamento das personagens é mesmo de intimidade. Acho que a gente conseguiu atingir esse ponto em cena. A Lília é uma atriz muito acessível. E falar sobre os conflitos femininos, principalmente dessas mulheres mais maduras, é uma delícia.
Qual você acha que é o principal conflito de uma mulher de meia-idade?
Acho que depende de cada mulher, de como ela leva a vida. Cada uma tem um mote diferente. Mas uma questão complicada é a da informação. A gente tem de estar informada. Eu tenho 52 anos, sou avó de uma criança de dois anos. Acho que existe uma cobrança em cima da mulher, dela ser "super" em tudo e ainda ter de envelhecer bem. Para a gente, que trabalha com imagem, isso é pior ainda! Nos cobramos mais também. E somos cobradas, sim. Cada mulher tem de saber lidar com isso. O bom mesmo é ser resolvida.
Você e a Lília estão escaladas para ¿Fina Estampa¿, próxima novela das nove da Globo. Vão se encontrar em cena também?
Coincidentemente, pelo que estou sabendo, a gente vai ser amiga na novela também. O que posso dizer é que a minha personagem é mais popular. Nem quero falar muito, porque tudo está começando e alguns detalhes podem mudar. Mas acho que ela é dona de uma barraca na praia. E a Lília começa como aquela pessoa que faz de tudo para viver, mas fica rica e se transforma.
Divã - Globo - Terças, a partir das 23h.

2 comentários:

  1. Taiane Cecílio disse...:
    Este comentário foi removido pelo autor.
  1. Anônimo disse...:

    bom dia,o blog está lindo. eu passo aqui todos os dias beijos.tambem sou fã da totia.