'Gypsy' no jornal O Globo


Um Espetáculo de Superlativos
SELEÇÃO EM CENA: Ao todo, 43 atores participam do espetáculo. O elenco infantil é composto por 29 crianças, que se revezam ao longo da semana para interpretar os papeis de June, Louise e seus dançarinos, e a turma do coro. Eles foram selecionados entre mais de três mil candidatos.

GUARDA-ROUPA LUXUOSO: São usadas mais de 140 peças ao longo do espetáculo, todas boladas pelo figurinista Marcelo Pies e confeccionadas por uma equipe de 11 pessoas. Só de sapatos são 67 pares. Perucas, 25. Destaque também para a fantasia de borboleta de uma das strippers e o look branco total no qual Gypsy faz sua aparição triunfal, a que encerra sua transformação de patinho feio em diva.
NADA SERÁ COMO ANTES: A ambientação criada por Rogério Falcão é composta por 18 cenários diferentes que não se repetem ao longo do espetáculo. Para chegar lá, uma equipe de 30 pessoas utilizou 13 toneladas de madeira e duas de ferro. Sob o palco, 40 varas cênicas ajudam a suportar o peso.
ORQUESTRA AFINADA: Com 17 músicos, essa é a maior orquestra já montada para um musical no país. Tudo é feito ao vivo mesmo, sem bases pré-gravadas nem playback. Portanto, ao ouvir “Por favor, maestro!”, pense em Marcelo Claret, o regente em ação no fosso.
Mama Rose,o monstro 
Ela é dominadora, apaixonada, autoritária, histriônica, egoísta, cruel, amorosa, sovina, ambiciosa… Os adjetivos que cercam uma das personagens mais complexas do teatro musical de todos os tempos seduzem não apenas plateias como também pegaram de jeito a atriz Totia Meirelles, que, ao interpretar a mãe que quer se realizar através das filhas, vive seu primeiro grande papel num musical. Segundo Totia, um “musical com dramaturgia”.
— Mama Rose é monstruosa com quase todo mundo, mas no fim você acaba dando risadas — diz Totia, que é sócia de Möeller, Botelho e Adriana Garambone nos direitos do espetáculo para o Brasil.
São quase três horas em cena, o que exige de Totia preparo físico, vocal, emocional…
Além de participar de quase todas as cenas da peça, toda vez que está no palco fala aos borbotões, e enfrenta bravamente seis canções no gogó.
— Estou evitando até sair com amigos para não falar muito. Como eu não tenho substituta, se eu pifar, a peça pifa junto.

3 comentários:

  1. Cíntia Jacinto disse...:

    Ah,o monstro? kkkkkkkkkkkkkk'
    Tadinha *-*

  1. Maria Maya disse...:

    Olá! Lindo aki, a ela é uma fofa, segue a gente, fizemos um blog em homenagem a atriz Maria Maya... Beijos lindo, lindo, lindo.. :D

  1. Joana Gleyze disse...:

    Linda linda linda sempre.
    Te amo!♥