"Hoje, me sinto aliviada por não ter me tornado mãe"

Toda mulher nasce pra ser mãe. Mas será que a maternidade é uma obrigação ou uma escolha? Totia Meirelles, que vive a Aída em Caminho das Índias, optou por não ter filhos. “Hoje sou feliz por essa decisão”, conta. Mas a pressão é grande -- algumas mulheres se sentem até fracassadas. Bem-resolvida com essa questão, aos 50 anos Totia admite estar satisfeita. “Tiro o chapéu para as mães, mas me sinto aliviada por não ser uma delas”, diz.

Por que não ter filhos?
Durante muito tempo eu quis ter filhos. Tentei até engravidar, mas não consegui. Com o tempo, tornou-se uma opção. Sinceramente, tive um grande alívio por isso.

Você se sente cobrada por não ser mãe?
Sou muito feliz assim. Acho que hoje é muito difícil educar uma pessoa, criar outro ser humano. Essa relação pode dar certo ou não. E imagina quando não dá certo? Tiro meu chapéu para as mães.

Na novela, você vive uma mãe com perfeição. Exercita seu lado maternal na vida real?
Claro! Acompanhei a educação dos meus sobrinhos e tenho uma relação maternal com eles. Todos os meus sete irmãos têm filhos. Agora, tenho até seis sobrinhos-netos.

E seu marido (com quem está há 18 anos), sente falta?
Não, ele tem uma filha. E temos um netinho agora -- estou babando muito!

Aída tem problemas com a filha. Como você vê isso?
Elas são muito parecidas, a Aída dá força para ela.

Sua mãe era assim?
Sim, eu tive uma educação rígida. Mas minha mãe me deu uma moto de presente, por exemplo! Ela me criou com limites e liberdade.

Mudando de assunto, você não se preocupa em estar sempre magrinha, né?
Não sou da magreza (risos)! Não como frituras, mas é impossível cortar os doces da minha vida e o vinho no fim de semana. Então, eu me controlo sem neuroses. É assim que faço em tudo na minha vida!

Fonte: http://mdemulher.abril.uol.com.br/familia/reportagem/comportamento/hoje-me-sinto-aliviada-nao-ter-me-tornado-mae-totia-meirelles-ana-maria-492699.shtml

1 comentários:

  1. 50 anos?

    M O R R I

    Totia quereeeeda, tá ahzando hein!
    kkkkkkkkkkkk